EnglishPortugueseSpanish

Motor fundido: saiba como evitar uma grande dor de cabeça

Motores são máquinas complexas, que operam em altas temperaturas, com elevado estresse e funcionam com milhares de rotações por minuto. A falta de manutenção preventiva pode impactar o funcionamento do motor e até mesmo ocasionar sua fundição, trazendo prejuízos para o veículo permanentemente. 

Lubrificação é fundamental! Entre outros benefícios, ela é responsável por manter as peças lubrificadas e protegidas do atrito. A falta de lubrificação adequada desgasta o motor e pode causar sérios problemas, como o travamento do conjunto, impossibilitando o funcionamento do motor.

O óleo sujo ou adulterado também pode ocasionar o problema. O acúmulo de partículas pode fazer com que o óleo perca propriedades de lubrificação. Por isso, o recomendado é trocar o óleo antes do período e sempre utilizar um lubrificante que atenda à classificação de desempenho requerida pelo manual do proprietário.

É importante estar atento aos sinais que o carro transmite. A qualquer sinal de que seu carro esteja perdendo óleo, como mancha viscosa de cor amarelada ou preta debaixo do veículo, vá o mais rápido possível à oficina.  O nível do óleo também pode ser um indicador. Cheque com frequência para identificar um possível consumo excessivo, que pode estar sendo causado por folgas ou vazamentos.

Além da lubrificação, o superaquecimento também pode trazer problemas. Quando o motor perde a capacidade de refrigeração, sua temperatura aumenta rapidamente ocasionando a fundição. Inspecione o sistema de arrefecimento periodicamente em busca de furos ou rachaduras que possam causar vazamentos do fluido responsável pela refrigeração.

Realizar manutenção preventiva é a melhor maneira de identificar rachaduras e o desgaste acelerado das peças, que podem passar despercebidos no dia a dia. Afinal, é muito mais simples (e barato) trocar uma peça isolada do que retificar o motor, devido à negligência do proprietário.